Atendimento: (11) 4780-4050

Radioterapia

O que é?

A radioterapia é um tratamento que usa altas doses de radiação ionizante para destruir ou inibir o crescimento das células cancerígenas. Embora as células normais também possam ser danificadas pela radioterapia, geralmente elas podem se reparar, o que não acontece com as células cancerígenas. Estas radiações não são visíveis e durante a aplicação o paciente não sente nada.

A radioterapia não mata as células cancerígenas imediatamente. Demora dias ou semanas de tratamento antes que essas células comecem a morrer. Então, as células cancerígenas continuam morrendo por semanas ou meses após a finalização da terapia de radiação.

A radioterapia pode ser usada em combinação com outras modalidades de tratamento como a quimioterapia e a cirurgia.

Finalidade

A finalidade da radioterapia varia de acordo com o quadro do paciente e pode ser dividida da seguinte forma:

Tipos de radioterapia

De acordo com a localização do tumor, a radioterapia é feita de duas formas:

Efeitos colaterais

A radioterapia é cuidadosamente planejada de modo a preservar o tecido saudável. No entanto, haverá tecido saudável que será afetado pelo tratamento, causando possíveis efeitos colaterais.

Células saudáveis que são danificadas durante o tratamento de radiação normalmente se recuperam após o término do tratamento. Mas, às vezes as pessoas podem ter efeitos colaterais graves ou sequelas definitivas. Outros efeitos colaterais podem aparecer meses ou anos após o término da terapia de radiação, chamados de efeitos colaterais tardios.

A intensidade dos efeitos da radioterapia depende da dose do tratamento, da parte do corpo tratada, da extensão da área irradiada, do tipo de radiação e do aparelho utilizado. Geralmente aparecem na terceira semana de aplicação e desaparecem normalmente dentro de quetro semanas depois de terminado o tratamento.

A evolução e os avanços tecnológicos melhoraram significativamente a eficácia com a qual a radioterapia é planejada e aplicada. Vários passos podem ser executados para diminuir a toxicidade em tecidos normais, incluindo técnicas de irradiação mais precisas, seleção de um volume decrescente e manobras para excluir órgãos sensíveis do campo de irradiação.

Tabela 1 – Efeitos colaterais da radioterapia de acordo com a área irradiada
Parte do corpo irradiada Efeitos colaterais
Cérebro Fadiga
Alopécia
Náuseas e vômitos
Alterações na pele
Cefaléia
Embaçamento visual
Mama Fadiga
Alterações na pele
Inchaço
Linfedema em membros superiores
Tórax Fadiga
Alterações na pele
Problemas de deglutição
Tosse
Falta de ar
Cabeça e pescoço Fadiga
Alopécia
Boca seca
Alterações na pele
Mudanças no paladar
Problemas de deglutição
Hipotireoidismo
Linfedema de face e pescoço
Pélvis Diarréia
Fadiga
Sexualidade e fertilidade
Alterações na pele
Alterações urinárias
Linfedema de membros inferiores
Reto Diarréia
Fadiga
Sexualidade e fertilidade
Alterações na pele
Alterações urinárias
Estômago e abdomen superior Diarréia
Fadiga
Náuseas e vômitos
Alterações na pele

Fontes: ASTRO (American Society for Radiation Oncology); AC Camargo Câncer Center; NIH (National Cancer Institute); INCA (Instituto Nacional de Câncer); Instituto Oncoguia.

Veja mais:

Saiba Mais

Insira seus dados abaixo para entrarmos em contato com você:


 

Instagram @neolifebemestar

Contato

Rua Dr. Amâncio de Carvalho, 182 Cj. 106 e 107 Vila Mariana, São Paulo - SP

(11) 4780-4050

contato@neolifebemestar.com.br




© 2019 Copyright - Todos os direitos reservados "Mogicomp Soluções Web"